Trabalhar em marketing e comunicação dentro de uma empresa é a arte de equilibrar um monte de pratos ao mesmo tempo, muitos deles que você nem sabe que são seus e cada dia chega um prato novo e você tem que manter os outros rodando num ambiente em que tudo muda o tempo todo… pintou uma coisa diferente e você não sabe quem é o dono? Põe na Consul, manda para marketing… você anda sempre no fio da navalha porque mexe com a marca da empresa e toca diariamente a maior riqueza de qualquer organização: os seus clientes… tem que cuidar da sua empresa nas redes sociais, desenvolvendo diálogos com todos, não somente com os clientes, mas com toda a sociedade, incluindo imprensa e influenciadores… tem a tal roda de influência, sabe? ela gira o tempo todo e… cresce… com tudo acontecendo em tempo real… não tem mais esse negócio de deixar para o dia seguinte… a força de trabalho virou aliada na comunicação das empresas, então #tamojunto… todo mundo te procura com uma boa ideia, esperando que você a abrace e a torne realidade…dizem que não tem dinheiro e que você, por ser de marketing, tem um monte…. todos pensam que o seu mundo de marketing é sempre divertido, colorido e repleto de festas nababescas… os executivos esperam que você saiba de tudo (tudo mesmo!!) que está acontecendo… como marqueteiro, você tem que ser o mais inovador, o mais criativo da organização… sabe aquela nova tecnologia? Tem que sair na frente do concorrente… e tem que saber o que está na cabeça do cliente… de cada cliente… tem que ter uma incrível capacidade de integrar as coisas, que cada vez mais estão fragmentadas… todo dia alguém pede para fazer algo diferente, afinal, o que funcionava ontem já não funciona hoje… mas como é que você mede o retorno disso, hein? … hum, tem que fazer mais com menos… a empresa espera que você seja o ousado e o transgressor, que desafia as coisas dentro da empresa, mas desde que tudo sempre dê certo no final… certamente, precisamos ousar, desde que não coloquemos a “marca” em risco… e ainda tem que ser “cool”, alegre e descolado, afinal você é de marketing, né?… aí você usa uma camiseta simples e sempre aparece alguém chamando você de “Steve Jobs”.